Mais postagens

  • deserto
    in

    Ditos de São Nilo #2

    Você sabe o que são apoftegmas? Se não souber, sugiro que leia o texto em que explicamos o que são. Nesse texto, usamos as palavras tiradas de um livro, de Santo Estêvão Bettencourt, OSB. Tendo já visitado os abades Antão, João Curto , Daniel e Macário… nessa semana visitaremos mais uma vez um grande asceta, […] Mais

    Leia Mais

  • deserto
    in

    Ditos de São Nilo #1

    Você sabe o que são apoftegmas? Se não souber, sugiro que leia o texto em que explicamos o que são. Nesse texto, usamos as palavras tiradas de um livro, de Santo Estêvão Bettencourt, OSB. Tendo já visitado os abades Antão, Daniel e Macário, nessa semana visitaremos outro grande asceta, eremita e santo: Nilo do Sinai! […] Mais

    Leia Mais

  • vida brotando no deserto
    in

    Ditos de Santo Antão #2

    Nessa postagem, daremos continuidade às nossas visitas aos padres do deserto. E hoje revisitaremos Santo Antão. Na postagem Ditos de Santo Antão #1, pudemos beber um pouco das graças abundantes que jorraram das suas experiências, vividas no seu testemunho de vida, em intensa oração e trabalho. Apoftegmas Nos Apoftegmas dessa semana, compartilharemos e viajaremos através […] Mais

    Leia Mais

  • vida brotando no deserto
    in

    Ditos de Santo Antão #1

    Da série Apoftegmas, ditos do padres do deserto.

    O mesmo Abade Antão, considerando atentamente o abismo dos juízos de Deus, perguntou: “Senhor, por que é que alguns homens morrem após breve vida, enquanto outros se tornam extremamente velhos? E por que é que alguns são pobres e outros ricos? E por que é que os injustos se enriquecem, enquanto os justos sofrem necessidade?” […] Mais

    Leia Mais

  • in

    O que são apoftegmas?

    O que é um apoftegma? “Apophthegma” é uma palavra grega que significa “dito breve”.

    Os Apoftegmas nos transferem para o Egito ou, mais raramente, para o próximo Oriente (península do Sinai, Palestina) dos séculos IV/V. É então aí que começa a florescer o modo de vida cristã que é o Monaquismo: cristãos das cidades se retiravam para o deserto, onde passavam a residir a sós ou em comunidade (cenóbio), a fim de ser entregarem totalmente a Deus, orando e purificando-se dos vícios com mais desimpedimento. Mais

    Leia Mais