in

AprendiAprendi Amei!Amei!

A Invocação de Nossa Senhora da Vitória

A invocação de Nossa Senhora da Vitória já existia em Portugal desde o tempo de Dom João I. Este rei, grato à Virgem Maria pela vitória contra os castelhanos, mandou construir um Mosteiro. Construiu, ainda, um Santuário que recebeu o nome de Santa Maria da Vitória.

Posteriormente, quando a Espanha travava uma guerra com os mouros, o rei D. Fernando, que era católico, temia uma invasão e, por isso, foram enviados dois frades missionários para poder acalmá-lo. Três dias após sua chegada, os mouros foram derrotados. Porquanto, em gratidão, o Rei mandou construir uma Igreja dedicada a Nossa Senhora da Vitória no lugar onde estivera a tenda real na época das batalhas.

A Devoção chega ao Brasil

Naquela ocasião, o Brasil, certamente devido à herança da fé portuguesa, já possuía dois Santuários dedicados a esta devoção. O santuário de Salvador e o Santuário de Vitória, capital do Espírito Santo. Quando Tomé de Sousa, o primeiro governador-geral, veio para o Brasil em 1549 e fundou a cidade de Salvador, já encontrou a capela da Vitória. Dessa forma, a conservou em memória dos primitivos tempos da colonização.

A vila de Nossa Senhora da Vitória foi fundada em 1551 pelo donatário Vasco Fernandes Coutinho. O nome da vila foi em reconhecimento à proteção de Maria Santíssima num combate contra os Índios Goitacases. Esse título relembra, assim que a Virgem Maria pode levar os cristãos à vitória em suas vidas.

A Virgem Padroeira

Ela foi declarada padroeira da Málaga pelo Papa Pio IX em 12 de dezembro de 1867 e foi coroada em 8 de fevereiro de 1943. Além disso, ela é ainda a padroeira do estado do Piauí, São Luís do Maranhão, Vitória do Espírito Santo e da Arquidiocese de Vitória da Conquista na Bahia.

Nossa Senhora da Vitória é também a padroeira oficial do Clube de Regatas Vasco da Gama, do Rio de Janeiro, que possui fortes conexões com a cultura portuguesa.

Os Festejos

A festa de Nossa Senhora da Vitória acontece no segundo Domingo de Agosto. Contudo, não se deve ser confundida com Nossa Senhora das Vitórias, que é uma devoção originária na França e que contaremos na próxima semana.

Oração a Nossa Senhora da Vitória

Nossa Senhora da Vitória, se teu nome nos lembra a guerra, a discórdia e a desunião, tua vida nos recorda a esperança e a paz! Nossa Senhora da Vitória, teu nome é doce. Teu nome é suave. Ele nos traz forças. Ele nos reforça a fé.

Nossa Senhora da Vitória, em nosso mundo há tantas lutas. Os homens lutam por ideias, por bens e por fama, por ganância, por ódio, ambição. Os homens lutam sem saber porque lutam. Mas, tu, Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, tu que viveste o silêncio de Nazaré, tu que viveste a incerteza de Belém.

Tu que viveste a angústia do desterro no Egito, tu que buscastes Teu Filho entre os mestres no Templo, tu que permaneceste de pé unto à cruz de teu Filho, tu que, no cenáculo, aguardaste a vinda do Espírito Santo, ensina-nos a trabalhar pelo bem sobre a guerra, ensina-nos a não retribuir a violência ou a traição.

Ensinai-nos, enfim, Virgem Maria, a perdoar e perdoar sempre. Santa Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, Senhora da Vitória, roga a Deus por nós. Amém.

Escrito por Equipe Tenda do Senhor

Grupo de Oração Tenda do Senhor

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Homem fumaça vermelha

Os Tempos São Maus!

São Maximiliano Maria Kolbe

QUIZ: São Maximiliano Maria Kolbe