in

Um Santo disse… com Santa Teresa dos Andes

A série “Um Santo disse…” traz o pensamento de  Santa Teresa dos Andes, uma jovem nascida no Chile em 13 de julho de 1900. Era de família rica. Aos 14 anos, decidiu consagrar-se a Deus. Pouco antes de completar 19 anos, ingressos no Carmelo. Contudo, após violenta doença, faleceu santamente em 12 de abril de 1920.

(http://www.vatican.va/news_services/liturgy/saints/ns_lit_doc_19930321_teresa-de-jesus_po.html)

Apesar da pouca idade, deixou-nos uma incrível sabedoria de vida e santidade.

O Amor de Deus

Vejo que, quando o amor de Deus se apodera do coração, faz com que o amor humano se transforme, se divinize, por assim dizer.

Deus está sedento do amor de suas criaturas. O próprio Deus mendiga por nós. Demo-nos a Ele. Não sejamos mesquinhos, porque Deus é todo bondade e generosidade para conosco.

Imagina o amor maior da terra, o que é em comparação com o de um Deus infinito?… Deus é amor, o que busca nas almas senão amor? Antes de cada ação devemos dar-lhe uma olhada. Ele está em nossa alma, com quem podemos estar mais unidas?

Quando o amor é verdadeiro, nem o tempo nem as distâncias separam.

A Amizade

Quanto vale uma boa amiga! Sentia verdadeiramente a necessidade de expandir-me com alguém que me compreendesse e que sentisse o mesmo que sinto. Quanto bem me fizeste! Agradeço-te de todo o coração.

Vida Interior

(Aqueles que se dedicam ao apostolado) precisam ter muita vida interior para que sua obra produza fruto, pois têm de dar Deus às almas e ficarem eles com Deus, do contrário, não têm nada para dar.

Depositemos no sacrário a amarga queixa de nossos corações: “Senhor, as almas que tanto amais estão enfermas”. Continuemos repetindo isto a Jesus, até que se enterneça e venha ressuscitar as almas que lhe encomendamos.

O Céu é a posse de Deus. No céu contempla-se a Deus, adora-se e ama-se a ele. Mas para chegar ao céu é preciso desprender-se da terra.

Deus conta e recolhe os espinhos de seu caminho para mudá-los e transforma-los em pedras preciosas com que um dia o coroará no céu. Que importa sofrer no desterro uns anos para merecer uma felicidade eterna?

A confiança é o que mais agrada a Jesus. Se confiamos no coração de um amgo que nos ama, como não confiar no coração de um Deus no qual reside a bondade infinita, da qual a bondade das criaturas é uma pálida sombra? Desconfiar do coração de um Deus que se fez homem, que morreu como um malfeitor na cruz, que se dá em alimento a nossas almas diariamente para fazer-se um com suas criaturas não é um crime?

Abandono em Deus

Abandono-me à vontade de Deus. Ele sabe melhor do que eu o que me convém.

Quem pode fazer-me mais feliz do que Deus? Nele encontro tudo.

Santa Teresa de Jesus dos Andes, rogai por nós.

Comentários

Deixe uma resposta

Avatar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

O que você acha?

Equipe Tenda do Senhor

Escrito por Equipe Tenda do Senhor

Grupo de Oração Tenda do Senhor

A Linda História da Virgem do Silêncio

Andar, correr, voar.