in

Amei!Amei! AprendiAprendi

Nossa Senhora Auxiliadora

Nossa Senhora recebeu o título de Nossa Senhora Auxiliadora no ano de 1571 pelo Papa Pio V, após a grande vitória dos cristãos sobre o exército otomano no estreito de Lepanto, que era a porta de entrada para a Europa.

Diante dos ataques e das dificuldades enfrentadas pela igreja por causa do crescimento do Protestantismo, o Papa Pio V conseguiu unir novamente a Europa em vista do ideal de vida e a fé do povo.

A Batalha

Todos os soldados católicos, sob as ordens de D. João da Áustria, confessaram-se, jejuaram e rezaram o Rosário durante três dias. Depois disso, começou a maior batalha naval de todos os tempos. Após 10 horas de um combate, os soldados cristãos começaram a temer a derrota.

De repente, porém, ficaram surpresos ao verem os otomanos, apavorados, batendo em retirada. Então, a batalha, que parecia perdida, se transformou em vitória.

Mais tarde, alguns otomanos presos confessaram que uma brilhante e majestosa Senhora tinha aparecido no céu fazendo ameaças e causando tanto pavor a eles, que começaram a fugir. Tudo está documentado nas atas de cada navio.

Um tempo depois, os soldados ficaram sabendo que, enquanto acontecia a batalha em Lepanto, os cristãos em Roma, liderados pelo Papa Pio V, não cessavam de rezar o Rosário de Nossa Senhora. Em todas as Igrejas fizeram procissões, jejuns e orações na intenção de proteger e abençoar os soldados cristãos.

A devoção

A devoção a Nossa Senhora Auxiliadora se popularizou no ano de 1862. Nossa Senhora apareceu na cidade de Spoleto para uma criança de cinco anos. Nesse ano, Dom Bosco, tocado pela história das aparições, iniciou em Turim a construção de uma grande Basílica dedicada a Nossa Senhora Auxiliadora.

A partir desse momento, Dom Bosco se torna o maior devoto e divulgador de Nossa Senhora Auxiliadora. E funda a Congregação das Filhas de Nossa Senhora Auxiliadora em homenagem a ela.

Atualmente, muitos recorrem a ela nos momentos mais difíceis, nas batalhas da vida, nas guerras, na luta contra o mal e nos momentos de angústia.

A oração do Rosário, acompanhada da invocação a Nossa Senhora Auxiliadora, tem feito maravilhas na vida de muitos cristãos ao longo de séculos. E continuará fazendo a todos aqueles que a invocarem com fé, esperança e amor.

Três Papas devotos

O Papa São João XXIII cultivou uma especial devoção a Nossa Senhora Auxiliadora, cuja imagem estava na parede perto da sua cama. Ele a proclamou Padroeira do Concílio com o título de Auxilium Christianorum, Auxilium Episcoporum, e em 28 de maio de 1963, gravemente doente, abençoou com profunda emoção as duas coroas destinadas ao quadro da Auxiliadora na Basílica do Sagrado Coração em Roma.

São João Paulo II costumava visitar a igreja de Santo Estanislau Kostka dos Salesianos, em Cracóvia, entre os anos 1938 e 1944, e muita vezes rezou na capela de Nossa Senhora Auxiliadora. Nesta igreja, no dia 3 de novembro de 1946, celebrou uma das suas primeiras missas como sacerdote.

Por fim, Papa Francisco, durante sua visita apostólica a Turim em 2015, por ocasião dos 200 anos do nascimento do fundador dos salesianos, São João Bosco, contou que durante a sua infância foi educado em um colégio salesiano e aprendeu a amar Nossa Senhora Auxiliadora.

Oração a Maria Auxiliadora

Santíssima Virgem Maria, a quem Deus constituiu Auxiliadora dos Cristãos, nós vos escolhemos como Senhora e Protetora desta casa. Dignai-vos mostrar aqui Vosso auxílio poderoso. Preservai esta casa de todo perigo: do incêndio, da inundação, do raio, das tempestades, dos ladrões, dos malfeitores, da guerra e de todas as outras calamidades que conheceis. Abençoai, protegei, defendei, guardai como coisa vossa as pessoas que vivem nesta casa. Sobretudo concedei-lhes a graça mais importante, a de viverem sempre na amizade de Deus, evitando o pecado. Dai-lhes a fé que tivestes na Palavra de Deus, e o amor que nutristes para com Vosso Filho Jesus e para com todos aqueles pelos quais Ele morreu na cruz. Maria, Auxílio dos Cristãos, rogai por todos que moram nesta casa que Vos foi consagrada.
Amém

Escrito por Equipe Tenda do Senhor

Grupo de Oração Tenda do Senhor

O que você acha?

-1 Points
Upvote Downvote

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Criação, a Justiça Original, o Pecado e a Promessa

Ditos de Santo Arsênio #2