in

Amei!Amei!

Sobre ganhar, perder, competir, ser feliz…

Competir

Ganhar, perder, competir, ser feliz… Quantos de nós, após uma derrota, já ouvimos aquela famosa frase: “O que importa é competir”? Pois é… Acontece que a vida não é uma competição, mas uma escola.

Ganhar e Perder

Ganhar e perder são dois verbos que conjugamos diariamente, não apenas nas pequenas coisas como também nas grandes. Perdemos um ônibus, um lugar para sentar no restaurante, o horário do cinema.

Mas ganhamos muita coisa também, como chegar no ponto na hora certa para pegar um ônibus com ar-condicionado num dia quente de verão ou nos sentarmos ao lado de alguém que não vemos há anos e colocarmos a conversa em dia, ou até mesmo quando perdemos um ônibus e mais na frente ficamos sabendo que houve um assalto àquele ônibus e não estávamos lá dentro.

Podemos ganhar até nas perdas. Com efeito, perder e ganhar fazem parte da vida humana. Competir, não.

Competir e Ser Feliz

A competição implica que um deve ser melhor que o outro, e que ser melhor é questão fundamental para ser feliz. Não tirar a maior nota numa prova, não chegar em primeiro lugar numa corrida ou não ser elogiado por fazer uma torta que nunca ninguém comeu antes e que é a torta mais maravilhosa do mundo nos deixa com uma sensação de derrota, de inferioridade.

Mas, se repararmos bem, nossas diferenças não nos fazem melhores ou piores, mas nos colocam no lugar em que devemos estar. Como é comum hoje em dia um excelente vendedor, o melhor vendedor de uma empresa ser promovido a gerente e demitido semanas depois por não ser um bom gerente e não dar resultados!

São coisas diferentes. Vender bem é uma arte; gerenciar bem é outra. Se cada um entendesse seu papel e suas qualidades, a competição diária seria bem menor e as pessoas viveriam menos depressivas. Já realizou o pé se achando melhor do que a mão, que por sua vez se acha melhor que o olho? Assim somos nós, partes diferentes, mas fundamentais, do mesmo corpo, a humanidade.

O Lugar da Felicidade

A perda se dá quando eu não consigo me colocar onde devo e posso estar, dentro dos meus limites, e sou deixado de lado, sou derrotado por aqueles que estão onde devem e podem. A perda é algo interior, não exterior.

Não ser selecionado para uma vaga num emprego não é uma derrota, mas um fato. A perda se dá quando isso me abala de tal forma e começo a me sentir inútil, incompetente, sem valor. Nesse ponto, decerto, eu perco. Acima de tudo, devemos sempre manter nossas cabeças erguidas e nossas mentes abertas para sabermos até onde podemos ir, quais são nossas verdadeiras e reais qualidades e o que podemos ou não fazer.

Quando conseguimos isso, passamos do status de perdedor para o de vencedor. Antes ser um excelente vendedor, conceituado, respeitado e realizado do que ser um gerente incompetente, ridicularizado, estressado e desempregado. Ganhar e perder. Competir e ser feliz.

Nascemos para dar certo

Ganhar e perder é mais do que obter ou deixar escapar coisas e situações. É um atitude interna que nos move e nos leva para onde devemos estar. É fazermos as escolhas certas para nós, não com base no que pensam de nós, mas com base naquilo que nós somos de verdade.

Precisamos nos possuir, nos conhecer de verdade e nos colocarmos em nosso lugar para conseguirmos a felicidade e a nossa realização pessoal. Não há vitória sem felicidade. E as derrotas não devem ser encaradas como perda, mas como ganho de experiência para vencermos mais a frente.

Nascemos para dar certo. Fomos criados para sermos felizes e realizados. Mas só conseguimos isso quando estamos no centro da vontade de Deus. Ele é nosso fiel da balança, é Aquele que nos dá equilíbrio e harmonia, nos coloca em nosso verdadeiro lugar, dentro de nossas capacidades, dadas por Ele mesmo, e nos faz felizes.

Refletindo…

Ganhar, perder, competir, ser feliz… Ser feliz, ou seja, ser um vencedor, é questão de escolha e de decisão. Ninguém pode te fazer feliz ou vencedor além de você mesmo em Deus. Em conclusão, deixamos essas palavras de Jesus:

No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo!

João 16,33
Equipe Tenda do Senhor

Escrito por Equipe Tenda do Senhor

Grupo de Oração Tenda do Senhor

O que você acha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Início gostoso de conversa

Introdução à Vida Missionária #01

Venerável Carlo Acutis

Um Santo disse… com o Venerável Carlo Acutis